Exemplo

Vivo a Praça 2016

Vivo a Praça é uma iniciativa de ocupação de espaços públicos por meio da mobilização comunitária. A proposta é conectar a população do entorno de praças a realizar uma reforma desses locais valorizando o que há de recursos e talentos na própria comunidade.

O projeto é realizado em três importantes steps:

1.       Em um primeiro final de semana, cerca de 30 pessoas mergulham na metodologia e aprendem – em um misto de teoria e prática – como contatar, mobilizar e capacitar pessoas a realizar as melhorias da praça. Aqui o grupo aprenderá técnicas de abordagem da comunidade, mecanismos de mobilização e gestão de crise – para possíveis conflitos que possam existir. Esse período será mesclado de momentos de interação com a vizinhança e momentos de compartilhamento de informações com os colegas da formação.

2.      Em um segundo final de semana, as 30 pessoas da formação mergulharão em um mutirão comunitário – no qual auxiliarão o restante da comunidade a realizar seu sonho: uma praça nova. Nesse período as pessoas realizarão todas as melhorias que o espaço exige em apenas dois dias. Esse momento é chamado MILAGRE, porque no sábado de manhã não há nada feito e no domingo à noite as pessoas já têm uma praça nova. É um momento de grande comoção para os moradores que conseguiram realizar o que antes julgavam impossível.

3.      No terceiro final de semana, a Telefônica Vivo oferece um evento cultural, com uma agenda de atividades organizada pela comunidade para celebrarem a conquista da transformação.

Todas as ações são abertas à toda a família. Crianças e idosos são bem vindos e terão atividades moldadas às suas realidades.

Serão 16 praças revitalizadas em todo o Brasil: Brooklin – São Paulo (já entregue), Butantã- São Paulo (já entregue), Moema- São Paulo (já entregue), Campo Grande (já entregue), Aracaju, Vila Mariana – São Paulo (já entregue), Brasilândia – São Paulo (já entregue), Lapa – São Paulo, João Pessoa (já entregue), Vitória (já entregue), Maceió (já entregue), Recife (já entregue) e Votuporanga – São Paulo.